Espetáculos

Espetáculo "SERMÃO"


RELEASE
Discutir assuntos do nosso dia a dia para a formação de um ser humano, tornou-se hoje uma questão indispensável para a nossa evolução, entendendo que toda e qualquer relação, mesmo quando mazelada, contribui, de certa forma, com as possibilidades de educação, diante de uma percepção de cultura e vida. É necessário olhar para todo e qualquer foco de educação através de diferentes prismas com seu senso crítico questionador.SERMÃO aborda em cena as questões das atrocidades da educação brasileira e suas formas, um diálogo proposto nas relações intransigentes de instrução, onde os resultados geram subsequentes ações incorporadas no tempo

FICHA TÉCNICA
Direção e Coreografia: Anderson Rodrigo

Bailarinos Co-criadores: Claudiana Honório, Elis Paixão, Flávio Bueno, Raina Santos, Scarlet Ucha, Uanderson Cavalcante, Viviane Santes

Ensaiadoras: Karoline Ribeiro e Raina Santos

PREPARAÇÃO TÉCNICA

Dança Moderna: Anderson Rodrigo

Pilates Solo: Alan Feeling

Balé Clássico: Raimundo Simões

Interpretação: Márcia Gil-Braz

Figurino: Rino Carvalho

Orientação Cenográfica: Jorge Alberto
Finalizações e Costureira: Paquita Santana
Operação de Luz: Sérgio Bezerra
Sonoplasta: José Maia
Produção: Anderson Rodrigo
Assistentes de Produção: Luis Deveza e Sergio Bezerra
Filmagem: Jorge Silva

Fotografia: André Frutuôso e Fernanda Fonseca


Espetáculo "DO ABSTRATO AO CONCRETO"


RELEASE
“Do Abstrato ao Concreto”, pretende provocar o público a refletir sobre suas “prisões sociais”, numa cultura que sempre fomentou e praticou a ideia de uma sociedade caótica e limitada vivendo até hoje com a ideia do escravismo, criando assim uma falsa democracia, abstrata e dependente de um capitalismo concreto e aprisionador.
Numa qualidade de movimentos especifica, a Corpo Sísmico Cia de Dança reflete sobre um sistema democrático, capitalista e contemporâneo, fazendo uma relação com o Brasil colonial e escravocrata.
Através de uma regressão no tempo, o público é levado até à época da escravidão, onde os interpretes mostram a prisão social e o sofrimento vivido, camuflado nos tempos atuais e aqui representado por este “Corpo Sísmico”


FICHA TÉCNICA

Direção/Coreografia: Pakito LázaroDançarinos: Ana Brandão, Carolina Vasconcelos, Cleverton Santos, Emerson Ribeiro, Fred Lopes, Ícaro Ramos, Joana Laranjeira, Nayara Borges, Renan CarvalhoTrilha Sonora: Gilvan Carvalho
Musica: Dog Shelter (Burial Untrue), Estrangé Shed (Shedding The Past), Blue Lotus (L. Subramaniam – Global Fusion), Audio Machine - Guardians at The Gate (Music from Avatar Trailer)
Fotografia: Fafá M. Araújo
Figurino: Daniel Adam
Concepção e Iluminação: Anderson Rodrigo
Cenário: Lorena Costa e Pakito Lázaro

Espetáculo "7"


RELEASE

Espetáculo da Jorge Silva Cia. de Dança, intitulado “7”. Apoiado nas interpretações pessoais acerca da história da chegada dos negros ao Brasil, o coreógrafo Jorge Silva leva para o palco cenas que dialogam com a herança cultural africana e européia.

O número serviu de inspiração para a pesquisa inicial do espetáculo o conduziu até as “oferendas”, no sentido de oferecer o alimento não apenas biológico, como também no sentido da alma. Sob essa ótica, estabelece-se um paralelo entre o que o negro possui em termos de cultura e os elementos da cultura européia, principalmente os de cunho religioso que ele foi obrigado a assimilar. Isso torna quase obrigatório relacionar o culto católico e o candomblé com os aspectos de nossa vida cotidiana. A idéia de uma entidade superior responsável pela criação de todas as coisas vem sendo cultuada ao longo de toda a nossa história, desde as civilizações antigas. Por conta disso, recorremos muitas vezes às forças divinas para conquistar objetivos, metas e bens. E geralmente isto se processa na base da troca. Oferecemos algo, quer seja para santos, quer seja para orixás, esperando assim alcançar alguma graça, e isso também é questionado por esse trabalho.



FICHA TÉCNICA

Direção: Jorge Silva

Bailarinos: Aline Moreira, Rayanara Sanches, Andreza Bastos, Cristian Rebouças, Adrielle Taliane, Guilherme Duarte e Evele Louyse 

Fotos: André Frutuôso

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião sobre o evento! Críticas, sugestões, homenagens, esse espaço é seu!